You are here
Home > Análises e Opiniões > Geopolítica > O acordo nuclear com o Irã

O acordo nuclear com o Irã

Ali Khamenei

O histórico acordo entre o “clube nuclear” e o Irã tem mais que ver com desenvolvimento econômico e influência regional do que com questões de armas ou religiosas.

Há anos um documento dos serviços de inteligência israelenses vazou antes da reunião do gabinete. Ele dava conta de que o programa nuclear iraniano estaria há décadas de produzir uma bomba, se é que realmente tinha essa intenção. Uma prova de que o Irã não estaria dedicando esforços para desenvolver uma bomba. Independentemente disso, houve um recrudescimento da política israelense, que culminou com a recente eleição do novo gabinete, fortemente ligado à linha-dura.
O jornal israelense Haaretz, de linha à direita, recentemente publicou uma matéria com o seguinte título: Israel sobreviverá a esse acordo nuclear com o Irã, mas o Netanyahu  sobreviverá a ele? Isso ajuda a clarificar os jogadores dentro do teatro de operações.

A verdadeira questão em jogo é o desenvolvimento científico do Irã. Ao contrário da Arábia Saudita e dos países predominantemente sunitas, o Irã não é um país qualquer. É uma nação, com identidade histórica: trata-se do antigo Império Persa. São milhares de anos de história. O radicalismo islâmico foi gerado pela política externa dos países ocidentais depois da II grande guerra. Ao contrário do Aiatolá Khomeini, que nutria ódio ao ocidente, o atual líder supremo do Irã é um homem sensato, que leva a sério o Alcorão Sagrado. O radicalismo xiita foi, como disse, uma reação à política externa ocidental no Oriente Médio. Radicais de um lado, radicais de outro.

O mundo estará mais seguro com esse acordo do que sem ele. E, caso Israel ou a Arábia Saudita resolverem atacar o Irã, ai sim, premido pelas circunstâncias, o Irã pode dar vazão a um projeto que seria, em resumo, o Apocalipse.

José Augusto Morais de Andrade Júnior
José Augusto Morais de Andrade Júnior
Doutorando e Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Administração das Organizações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, na Universidade de São Paulo (USP). Com MBA em Gestão das Organizações pela USP e Bacharelado em Administração pela FEARP - USP. Tem diversos trabalhos de pesquisa publicados na área de finanças empíricas, com foco em análise de séries temporais baseada em técnicas oriundas da teoria do caos, bem como consultoria empresarial utilizando modelagem estatística avançada.
http://lattes.cnpq.br/9031677682197132

Deixe uma resposta

Top